ICMedia

LOADING
PREV
NEXT
http://www.icmedia.org.br/2012/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/501275Congresso.jpg
http://www.icmedia.org.br/2012/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/208901Cenografia_site.jpg
http://www.icmedia.org.br/2012/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/887142Estadio.jpg
http://www.icmedia.org.br/2012/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/103707Palestra_Wifs2.jpg
Conferência Internacional de Ciências Forenses em Multimídia e Segurança Eletrônica

18 a 21 de setembro, 2012

Brasília, Distrito Federal, Brasil

Saiba mais ...
Exposição Tecnológica

\"um ambiente de interação e integração\"

2.000 m² do que há de mais moderno em tecnologia de produtos e sistemas para segurança eletrônica.

Saiba mais ...
Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016

“a tecnologia em favor do Brasil”

Dispositivos e sistemas de vigilância e segurança eletrônica aplicados à identificação digital, ao controle de fronteiras, ao controle de acesso a estádios e ao monitoramento de ambientes.

Saiba mais ...
Trilhas Temáticas

- Governamental
- Direito e Ética em Vigilância e Segurança Pública
- Tecnológica
- Científica

Saiba mais ...
Terça-feira, 02 Set 2014

Palestrantes


Alexandre Pavan Garieri

Responsável pela Área de Perícias de Medicina e Odontologia Forense do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal.

alt        Alexandre Pavan Garieri, é Perito Criminal Federal desde 2007 e atual responsável pela Área de Perícias de Medicina e Odontologia Forense do Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal. Graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo (USP) no ano de 2001, especialista em Ginecologia, Obstetrícia, Mastologia e Oncologia (Hospital das Clínicas – FMRP/USP) e mestre na área de Ciências Médicas pela Universidade de São Paulo (2008). Professor universitário em Brasília de medicina legal e da Academia Nacional de Polícia.


Anders Eriksson

Ph.D., Professor da Universidade de Gotemburgo, Suécia.

alt        Anders Eriksson é professor de Fonética do Departamento de Filosofia, Linguística e Teoria da Ciência da Universidade de Gotemburgo. Ele tem mestrado em física do estado sólido obtido pela Universidade de Gotemburgo e trabalhou como professor de física e matemática por muitos anos antes de se dedicar à lingüística. No final dos anos oitenta, ele trabalhou no desenvolvimento de sintetizadores de voz para a Swedish Telecom. Ele recebeu seu Ph.D. em linguística geral pela Universidade de Gotemburgo em 1991. Depois de trabalhar no departamento de lingüística, primeiramente na Universidade de Umeå e mais tarde na Universidade de Estocolmo, ele se juntou ao Departamento de Lingüística na Universidade de Gotemburgo em 2002. Sua área de interesse inclui Fonética Forense, percepção da fala e recentemente Psicologia Forense. Ele é um membro ativo da Associação Internacional de Fonética Forense e Acústica desde 2004.


Anderson de Rezende Rocha

Ph.D., Professor da Universidade de Campinas (Unicamp), Brasil.

alt        Anderson de Rezende Rocha é professor no Instituto de Computação, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Graduou-se em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Lavras (UFLA) em 2003. Concluiu o mestrado (2006), doutorado (2009) e Pós-Doutorado (2009) em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atua na área de Ciência da Computação e tem interesse em problemas relacionados à Análise Forense de Documentos, Técnicas de Identificação Humana, Categorização e Recuperação de Imagens Baseado em Conteúdo, Análise de Padrões e Aprendizado de Máquina para Dados Complexos. Tem participado como membro de comitê de programa de diversos eventos importantes em Visão Computacional, Reconhecimento de Padrões e Computação Forense tais como IEEE Intl. Conference on Computer Vision (ICCV), IEEE Intl. Conference on Computer Vision and Pattern Recognition (CVPR), IEEE Intl. Workshop on Applications of Computer Vision (WACV) e IEEE Intl. Workshop on Information Forensics and Security. Em 2011, foi eleito membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências (ABC). É membro eleito do IEEE Information Forensics and Security Technical Committee (IFS-TC) e co-organizador geral (co-general chair) do IEEE Intl. Workshop on Forensics and Security (WIFS) 2011. Em 2011, foi escolhido como um ''Microsoft Research Faculty Fellow'' um reconhecimento acadêmico promovido pela Microsoft Research. Finalmente, é atualmente coordenador do projeto Jovem Pesquisador FAPESP intitulado: Computação Forense e Criminalística de Documentos: Coleta, Organização, Classificação e Análise de Evidências.


Andrew Amery

Chefe de Coordenação de Segurança do Comitê Organizador de Londres para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos (LOCOG).

alt        Andrew Amery foi, já em 2003, um dos primeiros membros do comitê de candidatura aos jogos de Londres 2012, liderando desde então os aspectos de segurança da candidatura, o que incluía o delineamento das propostas de segurança dos jogos, bem como a garantia da segurança da própria equipe e da “candidatura” em si. Após a candidatura Andrew ingressou no LOCOG, onde trabalhou em proximidade com a polícia e demais órgãos governamentais para desenvolver uma estratégia de segurança abrangente para os Jogos. Em seguida, veio se empenhando na execução desta estratégia e no planejamento a ela associado na preparação para os Jogos. Ele já vem trabalhando na segurança de jogos Olímpicos há 8 anos, período em que acumulou uma experiência inigualável e um amplo entendimento das necessidades únicas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.


Daniel Russo

Coordenador Geral de Tecnologia da Informação da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos.

alt        Daniel Russo é atualmente Coordenador Geral de Tecnologia da Informação da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos. É Perito Criminal Federal, Geólogo especialista em GIS e MBA em Planejamento e Gestão, e Coordenador do projeto INTELIGEO/DPF.


Edval de Oliveira Novaes Junior

Subsecretário Tecnologia da Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro.

alt        Edval de Oliveira Novaes Junior é Delegado de Polícia Federal. Graduou-se bacharel em Direito pela Universidade de Caxias do Sul e em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Possui o Curso de Formação de Oficiais da Reserva do Exército Brasileiro no CPOR do Rio de janeiro  (1984), Curso de Formação de Agente de Polícia Federal na Academia Nacional de Polícia/DPF (1996), Curso de Formação de Delegado de Polícia Federal na Academia Nacional de Polícia/DPF (2006), Curso de Inteligência Policial na Academia Nacional de Polícia / DPF, Curso de Capacitação em Inteligência Financeira na ESAF / COAF / ABIN. Atua no Departamento de Polícia Federal, desde 1996, sempre na área de Inteligência e análise policial, tendo trabalhado nos estados do Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Bahia e na sede do Departamento de Polícia Federal, em Brasília. Exerceu a função de Subsecretário de Estado de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro (2007 a 2008) e é, desde 2008, Subsecretário Tecnologia da Secretaria de Estado de Segurança do Rio de Janeiro.


Erica Gold

M.ª, Pesquisadora bolsista das Ações Marie Curie (Marie Curie Early Stage Researcher) e estudante de doutorado em Fonética Forense na Universidade de York.

alt        Erica Gold (M.ª) é uma pesquisadora bolsista das Ações Marie Curie (Marie Curie Early Stage Researcher), como também uma estudante de doutorado (terceiro ano) da Universidade de York no Reino Unido. Possui Mestrado em Fonética Forense pela Universidade de York e graduação em linguística pela Universidade da Califórnia em San Diego. Atualmente pesquisa na área da fonética forense, especificamente sobre cálculo de razões de verossimilhança utilizando características fonéticas e linguísticas. Erica é um membro ativo tanto da Associação Internacional de Fonética Forense e Acústica quanto da Sociedade de Acústica da América.


Francois-Xavier FRERE

Hoje é Chefe do Departamento Técnico para a América Latina e Caribe, dirigindo atividades de Suporte, Manutenção, Implementação de Projetos e Tecnologia da Informação.

alt        Frere Francois-Xavier Engenheiro Eletro-mecânica E da nativa ESTP (Escola Especial para Obras Públicas) de Paris, com Mestrado em Engenharia de Comunicações da Universidade de Birmingham (Reino Unido). Ingressou na Morpho (SAGEM SA), em 1999, onde sua primeira missão foi o projeto PMT1 destinado ao Registro Nacional de Estado Civil da Colômbia. Tem se destacado como engenheiro de suporte, atendendo os sistemas baseados em Morpho em todo o mundo em mais de 10 países. Em 2004, como responsável pelo sistema Nafis (Austrália), participou das operações de identificação das vítimas do Tsunami ( Medalha de Operações AFP) e de operações policiais diversas como a investigação da Desaparecida Norfolk Island. Em 2006, retorna a matriz como Responsável da Linha de Produto de Suporte Técnico, liderando as equipes que prestam serviço de apoio aos clientes internacionais e aos seus sistemas AFIS Morpho (Criminal, Civil e Fronteiras). Em 2010, assume a responsabilidade de dirigir o processo de criação do centro de Competência para a América Latina e Caribe, dirigindo equipes da região, com a metodologia da matriz. Hoje é Chefe do Departamento Técnico para a América Latina e Caribe, dirigindo atividades de Suporte, Manutenção, Implementação de Projetos e Tecnologia da Informação.


Georg Hasse

Senior Consultant – secunet Security Networks AG, Berlin.

alt        O Sr. Hasse estudou Administração de Empresas na Alemanha, Reuno Unido e Estados Unidos e detém um MBA Executivo Europeu pela ESCP Europe, Paris. Iniciou sua carreira na Rheinmetall, Alemanha e é ex-diretor de Desenvolvimento de Negócios e Programas Estratégicos Governamentais da Cross Match Technologies. Com mais de 10 anos de experiência em biometria e identidades eletrônicas, o Sr. Hasse é um membro ativo do Grupo de Trabalho em Biometria da TeleTrust, assim como da Associação Europeia para Biometria.


Isolde Wagner

alt        Isolde Wagner atualmente assessora o Chefe da Seção de Fala, Audio e Liguística Forense da Polícia Federal Criminal Alemã (Bundeskriminalamt), em Wiesbaden, Alemanha. Estudou Fonética e Lingüística na Universidade Ludwig-Maximilians, em Munique e juntou-se ao Bundeskriminalamt em 1991..


Jurrien Bijhold

Ph.D., Cientista Forense do Insituto Forense Holandês.

alt

        Jurrien Bijhold, nascido em 1960, recebeu seu mestrado em física experimental da universidade de Utrecht em 1986. Em 1992 ele recebeu seu Ph.D. da Universidade de Amsterdam por seu trabalho sobre avaliação de set-up de pacientes em radioterapia por meio de portal de imagens. Em 1992, começou a trabalhar para o Instituo Forense Holandês (NFI) como cientista forense, atuando na avaliação de sistemas automáticos de classificação e reconhecimento de escritos. Ele também foi precursor e líder de projetos visando aplicações forenses em análise digital de imagens e reconhecimento de padrões em diferentes áreas de atuação forense. Em 2002, ele fundou o grupo de Análise de Imagens e Biometria do NFI, e foi o líder desse grupo até 2009. Neste grupo, 6 pessoas estão trabalhando em investigações técnicas em vídeos analógicos e digitais, aplicações forenses de fotogrametria e modelos computacionais tridimensionais e uso de características biométricas para identificação e verificação forense. Desde 2000, ele é presidente do Grupo de Trabalho em Imageamento Digital da Rede Europeia de Institutos de Ciências Forenses (ENFSI). Atualmente, ele coordena um projeto de reconstrução e visualização de locais de crime. Ele também é coordenador do projeto "CSI the Hague” para a inovação de técnicas de locais de crime, métodos e treinamento, em consórcio com empresas e institutos nacionais.



Leonardo Fonseca Netto

Gerente de Desenvolvimento de Negócios-NEC.

alt        Leonardo Fonseca Netto é Master Business Administration – MBA em Marketing pela ESPM, Bacharel em Engenharia Eletrica pela FEI e Gerente de Projeto com Certificado pela PMI. Atua como Gerente de Desenvolvimento de Negócios pela NEC, sendo responsável pela área de segurança e biométrica da companhia


Luis Fernando Corrêa

Diretor de Segurança do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos RIO 2016.

alt        Luiz Fernando Corrêa, especialista em Gestão de Segurança Pública pela Fundação Getúlio Vargas e bacharel em Direito pela Fundação Universidade do Rio Grande, é o atual Diretor de Segurança do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Foi o coordenador das ações de segurança dos Jogos Panamericanos e Parapanamericanos Rio 2007. Dirigiu a Polícia Federal de 2007 a 2011 e foi o Secretário Nacional de Segurança Pública de 2003 a 2007.


Luiz Antônio Mendes Garcia

Assessor de Desenvolvimento e Modernização no Poder Judiciário da União.

alt        Luiz Antônio Mendes Garcia é profissional de Tecnologia da Informação há mais de 25 anos, é Tecnólogo em Processamento de Dados pela Universidade Católica de Brasília, Mestre em Informática pela UFPb, MBA em Estratégia Empresarial pela FGV-Brasília e Profissional Certificado PMP/PMI na área de Gerência de Projetos. Atuou por mais de nove anos como Diretor de Infraestrutura Tecnológica e por cerca de dois anos como Diretor de Planejamento e Projetos de TI no Poder Judiciário. Possui experiência em ações de Planejamento Estratégico, Gerência de Projetos, Auditoria de Sistemas de Informação e Governança de TI para órgãos governamentais. Atua como instrutor nas áreas de Gerência de Projetos e Governança de TI em instituições públicas e privadas. Atualmente, ocupa o cargo de Assessor de Desenvolvimento e Modernização no Poder Judiciário da União, atuando como Gerente de Projetos de Tecnologia para informatização da Justiça Brasileira.


Marco Antônio Leite das Virgens

Atualmente é Perito Criminal Engenheiro da Coordenadoria Geral de Perícias do Estado do Mato Grosso do Sul.

alt        Marco Antônio Leite das Virgens graduou-se em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) em 1996. Obteve o grau de especialista em Telecomunicações pela UFMS em 1999. Atualmente é Perito Criminal Engenheiro da Coordenadoria Geral de Perícias do Estado do Mato Grosso do Sul.


Vander Serra de Abreu

Gerente de Tecnologia da Informação da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (ABTRA).

alt         Vander Serra de Abreu é mestre em Engenharia Elétrica e Gestão de TI/Automação pela Universidade de São Paulo - Poli - USP, Master Business Administration - MBA em Gestão de Tecnologia pela Pontifícia Universidade Católica de Santos, Bacharel em Ciências da Computação pela Universidade Católica de Santos. É certificado ITIL, COBIT, SCRUM Master e SCRUM Product Owner. Atua como Gerente de TI da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados, sendo o responsável pelo Sistema DTe, sistema que controla toda a importação e exportação de cargas na jurisdição da Alfândega do Porto de Santos, e pelo Sistema BDCC, sistema que controla e pré-autoriza os acessos de pessoas e veículos as áreas alfandegadas no Porto de Santos. É também o responsável pelo Grupo de Tecnologia da Informação junto com os 20 grupos de empresas associadas (Santos Brasil, Libra Terminais, Bunge, Tecondi, Marimex, Columbia, Termares, Deicmar, Rodrimar, Bandeirantes, Usiminas, NST, RochaTop, Localfrio, Fertimport, Multiterminais, Suata e Intermarítima).


Walter J. Scheirer

Ph.D., Professor da Universidade do Colorado em Colorado Springs, E.U.A.

alt        Walter J. Scheirer recebeu seu Ph.D. (engenharia, com ênfase em Ciência da Computação) da Universidade do Colorado em Colorado Springs, e seu diploma de Mestre (ciência da computação) e graduação (ciência da computação e relações internacionais) da Universidade de Lehigh. Atualmente é Professor Assistente Adjunto do Departamento de Ciência da Computação da Universidade do Colorado em Colorado Springs e Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Securics, Inc., uma empresa de tecnologia em estágio inicial especializada em soluções inovadoras em segurança biométrica. Dr. Scheirer é um notório especialista na área de biometria, e tem publicado e proferido inúmeras palestras em uma variedade de tópicos, incluindo visão computacional, machine learning, reconhecimento de padrões e digital humanities. Atualmente concentra-se em pesquisas relacionadas a classificadores multi-fusão, machine learning para o reconhecimento em conjuntos abertos, e reconhecimento irrestrito, tanto facial como de objetos. No Securics, Dr. Scheirer ajudou a desenvolver a primeira infraestrutura de chave biométrica com preservação de privacidade para operações em rede com componente de identidade.


Zeno Geradts

Ph.D., Cientista Forense do Insituto Forense Holandês.

alt        Zeno Geradts trabalha desde 1991 no Instituto Forense Holandês como cientista forense. Ele é especialista em análise de imagem e biometria (ex:comparação facial), bem como coordenador de P&D em evidência digital. Em 2002 recebeu seu PhD pela Universidade de Utrecht por pesquisas sobre correspondência computacional de imagens de pegadas de tênis/sapatos, marcas de ferramentas, pílulas de drogas e estojos de cartuchos. Ele começou a trabalhar com marcas de ferramentas onde escreveu centenas de relatórios e em 1995 ele mudou para armas de fogo e desde 1997 trabalha no departamento de evidências digitais e biometria. Na Academia Americana de Ciências Forenses, ele foi presidente da Seção de Engenharia e desde 2008 ele é presidente da nova seção de Evidências Digitais e Multimédia. Ele é presidente do grupo de trabalho em TI da Rede Europeia de Institutos de Ciencias Forenses. Ele é (co-)autor de muitas publicações e apresentou uma grande variedade de trabalhos e workshops. Atualmente trabalha como perito e em projetos de evidências digitais e multimédia (tais como identificação por câmera, reparação de fluxos de vídeo, análise de imagem, detecção de batimento cardíaco em CCTV).
Apoio Institucional

Realização e Organização

Coorganização